Itálico

>> segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Devido a problemas de visão uso para apontamentos a escrita do escriba medieval: alinho letras maiúsculas bem separadas. Há dias escrevendo um pouco mais depressa, inclinei as letras e, automaticamente, liguei-as. Foi isso que há meio milénio sucedeu a um escriba da corte papal chamado Luigi Arrighi. Realizou que tinha descoberto uma forma de escrever com mais fluência e revelou essa sua descoberta num pequeno livro intitulado “La Operina”. O editor veneziano Aldo Manuzio adotou essa forma de escrever nas suas edições de obras latinas e chamou a essa escrita ‘itálica’. As enciclopédias esqueceram Luigi Arrighi, itálico é atribuído a Aldo Manuzio. Eu quero recordar Luigi Arrighi.

1 comentários:

Diana Yrene Calero Fernandez 8 de novembro de 2012 às 16:55  

Boa tarde Senhora Schedel

Chamo-me Diana Calero, e estou estudando tradução na Universidade de Bolonha, na Itália (Scuola Superiore per Interpreti e Traduttori di Forlì).
Estou escrevendo-lhe porque tive o prazer de ler um de seus livros "As casas da Celeste" e queria preparar a minha tese traduzindo um dos capítulos de seu livro no italiano.
Então, eu queria perguntar-lhe se a Senhora está disposta a dar-me algumas informações sobre o seu livro e também sobre a sua carreira como escritora já que até agora não pude encontrar essa informação em outras fontes.
Aqui deixo o meu contacto de email dianayrene.calero@studio.unibo.it
Muito obrigada

Atenciosamnete:Diana Calero

Sobre este blogue

Libri.librorum pretende ser um blogue de leitura e de escrita, de leitores e escritores. Um blogue de temas literários, não de crítica literaria. De uma leitora e escritora

Lorem Ipsum

  © Blogger template Digi-digi by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP