Desculpas ao Professor

>> segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Cabe-me pedir desculpa ao Professor M. Rebelo de Sousa. O título da Exposição que presentemente está no MNAA é “Os Primitivos. No século de Nuno Gonçalves.”
A desinformação é do Museu, o Professor não fez mais que a repetir.
Afinal não foi o Professor que meteu Nuno Gonçalves no tempo dos Primitivos, ou os Primitivos no tempo do Nuno Gonçalves. A coisa não é clara. Seja como for, deve ter feito José de Figueiredo dar uma volta no túmulo. Criar um grande pintor renascentista, e vê-lo agora metido nos Primitivos.
Esta exposição é, creio eu, a contribuição para uma grande homenagem e defesa a Nuno Gonçalves.
Não se percebe bem porque é que Nuno Gonçalves tem de ser periodicamente defendido. Que eu saiba, há em Portugal uma única pessoa que não acredita no N. G. autor dos painéis. É verdade que sou teimosa e persisto na minha convicção. E até o escrevo quando vem a propósito.
Mas quem acredita em mim? Ninguém. Mas incomodo o MNAA. Uma ou outra cabeça pensante daquela augusta instituição leu a argumentação com a qual José de Figueiredo estabeleceu o pintor de retábulos à moda italiana como autor do retrato de sessenta pessoas à moda flamenga. Algum dos nossos historiadores de Arte leu atentamente e aceita esse raciocínio de José de Figueiredo que faria reprovar um aluno do Secundário? Não importa. Há que defender Nuno Gonçalves.

Não era isto que eu queria escrever neste fim de ano. Mas tinha de pedir desculpa ao Professor.

2 comentários:

daniel.abrunheiro@gmail.com 5 de janeiro de 2011 às 13:29  

Feliz e saudável Ano Novo, T. Que tudo lhe resulte suave e novo.

Theresa Castello Branco 10 de janeiro de 2011 às 11:03  

E a si também com muita simpatia e amizade. Theresa

Sobre este blogue

Libri.librorum pretende ser um blogue de leitura e de escrita, de leitores e escritores. Um blogue de temas literários, não de crítica literaria. De uma leitora e escritora

Lorem Ipsum

  © Blogger template Digi-digi by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP